quarta-feira, 9 de novembro de 2011

A história do café da manhã turco que é almoço (ou vice-versa)

Eu nem podia estar vindo aqui postar, porque tô me quebrando em mil, pra tentar finalizar essa faculdade até Dezembro (se eu não tiver que finalizar a monografia a distância e voltar aqui pra defender depois - uff, facada no meu peito). Mas escrever aqui um pouquinho vai me ajudar a não surtar...

Vocês já viram um café da manhã turco, como é?







É desse jeitão aí. Geralmente com coisas do tipo:
- Pão (mas não cortadinho com faca, no meio, no estilo 'sanduíche' com tudo dentro não. É ele 'picado'. Indo com a mão e puxando os pedacinhos mesmo, em geral daquele pãozão grandão.
- Queijo (Não é tipo o Minas - apesar dessa foto parecer - nem o queijo amarelo. Muzzarela você encontra)
- Manteiga
- Azeite
- Tomate (é, tomate)
- Pepino (é, pepino)
- Azeitona (é, azeitona - eca!)
- Geleias de sabores variados
- Mel (eca²)
- E tudo o que há de bom (No melhor estilo Meninas Super-Poderosas, lembram? "Açúcar, tempero, e tudo o que á de bom...)

Chá Preto na Xícara "Tulipa" e essa visão maravilhosa!

Pra beber (Obrigadinha Ellen, pela lembrança ;):
- Chá (especialmente no frio)
- Suco (laranja, limão (o amarelinho, AMEI!), pêssego, cereja, uva... são os mais comuns)
- Ayran (URGH!, já citei sobre ele aqui )
- Café (Nem tanto como chá, suco ou Ayran, mas até que é possível - aquele café sem filtro que as pessoas lêem a borra dele depois)

Um dos pratos mais famosos, é o Sucuklu Yumurta (=Liguiça com Ovos). O 'sucuk' é uma linguiça, mas obviamente não é de carne de porco. Arde um pouquinho, como 90% dos pratos salgados que eu comi por lá (e eu sofria, aah como sofria). Não sei se foi bem o sucuk que a gente comeu que ardia, mas eu senti algo queimar. Logo, se você for à Turquia, e como eu, não gosto de pimenta (nem mesmo a do pimenta-do-reino que DIZEM que não arde nada - mas arde SIM), lembre-se desta palavra: BIBER (=pimenta).

Eu explicava, pedia "I don't like my food spicy, please".
Jessica mordia e pedia pelo amor de Deus por um copo com água.

Pedia: (tentando achar outro jeito de me entenderem)
"No condiments in my food please! It burns"
Jessica mordia, sentir o ardor, olhava pra cara do garçon, pra cara do Emre, e recebia aquela cara de "Que foi?".

Pedia:
"No condiments, i don't like spicy food, it burns you know... FIIIRE, fiiire in my tongue, burniiiing, do you understand?"
E adivinha o quê, o quê, o quê? Era ardido.

Até que eu aprendi a palavrinha mágica. BIBER. (se fala bibér)
"Yoook, biber, lutfeeeen. Hayir biber, hayiiiir" (Turco mal lavado: Não, pimenta, por favor. Não, pimenta, nããão!"
Kirmizi Pul Biber - Pimenta Vermelha em Flocos

Mas aí, ô da poltrona, Inês ja era morta. Já tinha passado o mês inteiro e eu comi tudo ardendo mesmo. Ia morrer de fome? Não é tipo comida mexicana (que aliás eu nunca comi, pelo mesmo medo) que dizem que arde muito. Mas pra que que eu vou comer uma coisa que arde minha boca, meu Deus? E não tem gosto, nem vem me convencer... não tem não. Isso só arde. Arder não é sabor, é masoquismo. Se eu quisesse algo que ardesse minha boca, era só comer palito de fósforo aceso, sei lá...

*Daí que eu enrolei e não falei do título*

Eles tem o hábito de tomar 'café-da-manhã' não importa a hora. O Emre me perguntou hoje:
- Amor, quando a gente casar, você vai preparar o café-da-manhã pra gente?
- (Eu já querendo ser a gringa chata rs). Pra que preparar? É só abrir o pão, colocar manteiga, queijo e tá pronto. Cada um pode fazer o seu.
- Como assim? Você não vai preparar o café da manhã pros nossos bebeks? (=bebês. Mas o plural certo é 'bebekler')
- Claro que eu vou preparar, um bebek é pequenininho. Você é meu bebek também, mas pode preparar o seu! Ou quer que eu prepare o café, o almoço, o lanche, a janta?
- Mas lembra aquele dia? Você acordou 11h, e eu preparei o seu café.
- Mas eu pedi pra não preparar, askim, de 11h pra 12, é muito pouco. E eu perdi a fome do almoço.
- Pra que almoço? Quando acorda é pra tomar café!
- 11h não é mais hora de café, é hora de almoço.
- Claro que não, se você acordar as 16h, vai tomar café.
- Hahaha, tá doido? Daí eu tomo um lanche e espero a janta.
- Hahahaha, tá doida? É café da manhã, ué!

E ficou nessa mais uns 10 minutos, até a gente se dar conta de que "Alôôôuuu, vocês são de culturas diferentes mesmo. Só descobriu isso agora, ou bateu amnésia?"

Daí ELE, miraculosamente, cedeu e disse...
- Tá boooom amor. Isso, 11h é almoço então. Aqui a gente chama de café da manhã, tá? A gente almoça sucuk com ovos e tá bom.
- Mas isso não é almoço, isso é café da manhã!

hahahaha, e lá se foi a conversa... uma hora parou. Mas as vezes a gente fica dando cabeçada mesmo, por estar apegado a nossa cultura. E por coisas bestas tipo 'o nome da refeição que você come seja lá que horas são' acontecem as briguinhas. As vezes agente entra da dança dos outros, as vezes passa um pouco da nossa, as vezes faz que não entendeu mesmo e tá tudo certo. O importante é se entender e respeitar o outro.

(ps: momento CÔMICO dos bastidores da montagem do post. Digitei 'BIBER' no Google Imagens e adivinha QUEM apareceu nas fotos? Não clique no link antes de tentar adivinhar por contra própria. Pensa bem uns 2 minutos... Biber.





Pronto, agora clica hiauhaiuahau).

Beijos meu povo e minha pova. Aparecem umas pedras no caminho, a gente dá uma topada, mas mesmo assim é pra continuar. Vamos lá. Torçam por mim! Beijocas lindezas :*

5 comentários:

Quem sou eu? disse...

Eu me lembro a primeira vez que comi o sucuklu yumurta... Eu, toda metidona a comer pimenta, só porque comia acarajé quente sem fazer cara feia, fui inventar de comer o bendito do ovo cheio de rodelas de sucuk (porque achei que tinha pouco e pedi pra colocar mais kkkkk). Quando me lembro dos meus olhos enchendo de água depois da primeira mordida fico rindo sozinha kkkk. Mas depois de 1 semana era o que eu msis gostava de comer de manhã. Eu não gosto muito de pão, e o povo me olhava com aquela cara de "como assim não gosta de pão??". Mas os queijos são deliciosos, e tem uma coisa adocicada que parece feito de nata (eu acho), sei lá, e que eles passam no pão e ainda colocam mel, que eu também achava divino! Mas o que eu gostava mesmo era a pogaça quentinha que eu comia toda a manhã.... Muito bom!

Ah... E quando vc falou do Biber, não tem como não lembrar kkkkkkkkkkk
Bjo, Grazi.

relvis presley disse...

faz um post it com essa expressao caçulete:
"Acisiz"
pq biber tb eh pımentao. e tem pımentao normal (tatlı) e o pımentao ardıdo (acı biber).

e o sucuk, q eh lınguıça defumada... tem tb as versoes "acı" e "acısiz" :) tem sucuk de todo jeıto.. com comınho, com paprika (pul biber), com pimenta...

por aı vaı.


ps.: ce ta vendo ele te sondando pra ver se voce vaı cozınhar pra ele ne. hahahahahhahaha
aprende logo menına. se bem q vc tem 3 meses de estagıo com sua house mate :)

Mari disse...

Rsrsrs Engraçado! não importa a hora que acorde aqui em casa sempre tem o cafe da manha.
Jess boa sorte com o término da faculdade!
Beijos linda

Lau* disse...

É essas diferenças culturais sempre acontecem.. No outro dia eu tinha acabado de tomar o pequeno-almoço e ele perguntou o que eu tinha comido e eu disse leite e pão com queijo. Aí ele ficou ah só? e eu tipo é o pequeno-almoço e eu nem tinha assim tanta fome.. hehe

Boa sorte com a faculdade ;)

bjos

Dani disse...

Ai Jessica... eu surto com isso tbm hehe
No Egito eles tomam café da manhã lá pelas 11 am / 12h e o almoço é às 17h... a janta... 1 am... e por aí vai. Já vi que vou comer sozinha por um bom tempo! hehe
Beijos