domingo, 19 de junho de 2011

Na turquia: coisas que amei! - Parte 1

Vi que reclamar que você é uma pobre brasileira que irá para terras Otomanas, e que sentirá falta das coisas do Brasil, faz mesmo efeito. Recebi altas dicas das minhas brazturcas. Obrigada meninas! :)


Ayran - Urgh! :(
Ps: Não faça Strogonoff, pavê, mousse, nada disso com Ayran. Nosso amiguinho é uma bebida feita de yogurte salgado (é, parece horrível, mas eu aprendi a gostar em pratos turcos. Olha o preconceito!) só que diluido em água, sei lá o que fazem. Só sei que é mais leve que o yogurte convencional de lá. Imagina um potinho de yogurte de morango, daqueles que agente toma de colher, aqui do Brasil. Só que sem morango, salgado e pra você beber. Não no café da manhã, mas nas outras refeições, como no almoço ou na janta. Combinação terrível?
Pior do que terrível. Mas vá jantar com seus amigos e Istambul e veja quase a metade bebendo Ayran. Peça suco ou refrigerante, veja eles te chamando de louca, sorria e acene. Sorriiiiiiiia e acene.


Voltaaaaaaando ao que eu queria dizer (culpa da Grazi que comentou aqui, pode ir lá no blog dela encher o saco rs). Eu quero na verdade é falar das coisas que eu mais gostei de Istambul. Não vou falar da Turquia, porque tudo pode variar bastante de cidade pra cidade.
Vide Belém do Pará (Alou, Calypso!) e Rio de Janeiro (Oi, Funk! - Não especifiquei nenhum porque baixaria não dá, né. rs)

- Baklava: Um dos doces mais maravilhosos que já provei na Turquia. Parece um mil folhas, com uma calda doce e tem o recheio de pistache ou nozes, depende. E tem algumas variações, como a baklava de chocolate. É uma delícia.
Baklava

- Turkish Delight: Ou delícia turca, são docinhos que parecem gomas que, às vezes, levam também pedacinhos de pistache por dentro, coberto com açúcar, podendo ser de vários sabores. Uma vez provei um de água de rosas numa cerimônia de Dervishes que eu fui assistir. A primeira mordida achei meio estranho, mas depois gostei. Os outros então, são uma delícia, trouxe uma caixa pro Brasil pra minha família provar. Resultado: comi tudo sozinha.

Turkish Delights
Dervishes

- Iskender Kebab: De todos os pratos turcos que eu comi, esse definitivamente, foi o meu foi o meu favorito. Mas precisa ser bem feito. Comi em 3 lugares diferentes e o que eu mais gostei foi do Shopping Çevahir. São pedaços de um pão especial, cobertos por fatias finas de carne com molho e coberto por manteiga derretida, que dá o gosto maravilhoso do prato. Acompanha o yogurte usado na Turquia, que eu falei antes, e fica bom até. E como quase tudo que se come por lá, tem sempre um pedaço de tomate e de pimentão do lado. Delicia!
Iskendar Kebab - Olha ali o yogurte


- Comida mais saudável: Claro que todo mundo come fast food, doces, besteiras. Mas os pratos turcos, geralmente são muito saudáveis. Sempre tem salada, e não só alface e tomate, mas SALADA com vários legumes e verduras. Fora a salada, eles não comem carne de porco, que cá entre nós não é a das mais saudáveis que existe. E sempre você vai ver lá pedaços de tomate e pimentão em quase tudo. E existe diversos pratos principais feitos de legumes como abóbora ou berinjela. E detalhe: não é que nem aqui que as pessoas deixam de lado no prato e não comem. Eles comem sim e adoram. Sempre que eu não pegava salada, ou deixava os legumes de lado, o Emre me forçava a comer porque fazia bem, e meus amigos de lá, falavam pra eu comer porque era gostoso. Achei bem bacana esse hábito.

Os pratos de entrada num restaurante que fui

Oh o meu prato principal. Carne de Carneiro e Legumes


- Transporte: Istambul é comparado a São Paulo no quesito trânsito. Mas eu vi tantas opções, que realmente facilita e bastante, a vida da população.Também não vi ônibus-charrete não, onde os bancos faltam cair com você em cima, e você fica quicando e tremendo freneticamente enquanto o ônibus anda. Pode até ter, mas eu não vi. Tem barcas (que é fundamental já que a cidade está em 2 continentes, divididos pelo Bósforo), mini ônibus, ônibus, taxis, funicular, tramway (que é um trem que anda em pistas específicas na rua pra cortar o trânsito dos carros, genial!). Todos integrados pelo sistema 'akbil' que é um ímãzinho que você coloca créditos, entra em todos os meios de transporte que eu citei (menos alguns micro ônibus e taxi) e ainda por cima, com ele, depois do primeiro transporte, os outros são metade do preço. E pra tudo isso aí, tem horário certo. Geralmente nos pontos de ônibus tem uns cartazes dizendo o horário certo que ônibus sai e qual linha. E se tá escrito 7:21, o ônibus TEM QUE SAIR 7:21. E sai mesmo.
Interior do Ônibus

Ponto de Ônibus e um tio Forever Alone

O Funicular (metrô puxado por cordas)
Nosso amigo Akbil

  •  Gentileza e honestidade: Outra coisa que vale a pena dizer sobre os transportes, como a Relva citou e a Mari, quando tinha blog. As pessoas são mais gentis. Eu fiquei boba, porque em quase os ônibus ou metrôs que eu estava e não tinha lugar, e tive que ficar em pé, os homens levantaram pra eu sentar. Não, eu não estava grávida. Não, eu não tenho mais de 65 anos. Não eu não tinha uma criança de colo, não tinha alguma deficiência física, não carregava peso. Eu era mulher, e eles levantaram pra mim, ponto. Outra coisa é que quando você não senta, e tem um monte de homem, não fica um deles atrás de você, querendo abusar, mas eles ficam de um jeito que você fica protegida. Eles ficam de costas, ou oferecem  "quer ficar aqui nesse canto?". E essa aqui vocês não vão acreditar: Eu entrei num ônibus grande que tinha tem entradas/saídas, entrei pela porta mais distante do motorista. O Emre, entregou nossos akbils (o dele era preso no chaveiro), para o passageiro ao lado, e ele foi passando, passando, passando. Encaixaram lá na frente pra fazer o pagamento, depois ele voltou pra gente. Fantástico, não?

Depois eu conto mais coisas desse lugar incrível. De novo, tá longe de ser perfeito, nenhum lugar é, mas eu estou mesmo encantada.

8 comentários:

Anne Bertoldo disse...

Com esses pratos ligths acho que da ate pra comecar a ser saudavel (Meu caso rs rs), e sempre falam mesmo desses doces turcos, conheco algumas pessoas do ciclo social que ja foram a turquia e sempre falam das delicias que servem por la, eu gracas a Deus como de tudo e adoro Kebab, o Hakan morre de rir quando eu digo que aqui o Kebab eh caro e ele me disse que la eh apenas 2 liras um simples ou ate mais barato em alguns lugares, e logico que diferente do que vende aqui, nao tao diferente mais com a diferenca que eh feito com ingredientes locais em todo seu processo de preparacao provavelmente segue outros rituais!!!Meu sorvete preferido desde sempre foi pistache rs e quando eu for em Agosto quero me esbaldar hahaha!beijooo Jessicaaa!

Grazi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Grazi disse...

eu tenho uma relação ruim com ayran. Pra mim ayran = suco de requeijão hahaha. Eu me lembro que eu estava muito mal do estômago (a gastrite atacou porque estava chegando o dia de ir embora), e meu namorado disse que ia fazer uma coisa de-li-ci-o-sa e que iria ajudar a melhorar o estomago, e me trouxe o ayran, que é claro eu não consegui beber e achei horrivel. Depois ele me disse que era um remédio ótimo pra quase todos os males do corpo hahaha. Mas tudo bem... ele odiou comer paçoca, e eu ñ bebo esse ayran por nada. Ah, e o yogurt deles so comia com açucar...com eles me chamando de louca, e eu sorrindo e acenando kkkkkk
Eu sou apaixonada por baklava e hoşmerim e amo qualquer doce turco...lá foi o primeiro lugar onde comi berinjela cozida e carne de carneiro sem fazer cara feia hehee
Eu comi kebap a rodo perto de taksim. Alias eu comia todo dia porque era a chance que eu tinha de comer carne hahah. Até porque não gostei do McDonalds e Burger King de lá. :s
Eu amei o transporte de lá, e seu akbil é da cor do meu! :D
E o que mais eu falo sobre eles é a respeito da generosidade... sempre fui MUITO bem recebida em todas as casas que eu fui, e me senti no Brasil. Na rua também...é bom demais as pessoas te oferecerem lugar nos meios de trasporte, ainda mais depois de desfilar por horas de salto alto em ruas de paralelepipedo hahah Mas não podemos retribuir a generoszidade dos homens com sorriso pq eles te convidam logo pra um çay! Difícil ser mais séria numa hora dessas, mas...
E tem mais duas coisas que eu sinto MUITA falta: o nargile e o rakı.. :D

Bjooo e pode perturbar a vontade quando quiser!!!

relvis presley disse...

REVOLTEEEEEEEEEI

escrevi um comentario lindo e enorme... mas graças ao anti-spam sumiu tudo.
ah nem.

enfim.

o primeiro prato de kebab q c mostrou, eu como döner...

e vem logo pra gente aprontar todas.

ai que ooooodio

Jessie disse...

Grazi, somente um coisa pra nós!
Precisamos voltar pra Turquia pra onteeeeeeeeem
e ter de novo todas as coisas que sentimos faltas, e quem sabe até dar uma nova chance para o pobre do Ayran. rs

Beeeeijo

Jessica disse...

Relvaaaa, seus problemas se acabaram-se.
Tirei o treco chato de confirmação de palavras.

Haaa :)

laiza oliveira disse...

menina, eu vou me mudar pra turquia ,,,porque aqui em salvador ,as pessoas quase te batem no ônibus,,é um empurra -empurra sem falar nos homens que ficar atrás da gente ..todo mundo sabe .....fazendo o quee pois ée ..eu sempre digo o sistema de transporte de salvador BAHIA é péssimo....

amo pintar disse...

menina acho muito legal esse seu blog alem dos homens turcos amuito gentil não são como daqui do brasil alem de se esfregar ainda mata agente de fedor de sufaco kkkkkkkk