segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Ser turcolover é... ser puxa saco!

Pra quem não ia postar nada porque não tem tempo, até que eu tô saidinha demais, né.
Ufff, Deus me defenda.

Se você, cara amiga:

- Se sente meio besta com essa coisa toda de 'estou amando um turco, e agora?'
- Vive puxando saco turco do seu turco
- Vive puxando saco da Turquia
- Vive puxando saco da cidade que ele nasceu,
- Puxa saco do time de futebol que ele torce (sou Fenerbahçe desde criancinha!)
- Fica tentando falar turco achando que está falando certo (mas muitas vezes falando tudo errado),
- Se pudesse comprava camisa, coleira, fazia tatuagem até na testa dizendo "I love a turkish guy"
- Só sabe ouvir Tarkan (faz favor, tem um post de música turca aqui pra ajudar, vamos mudar o repertório!)
- Escuta no noticiário um chamado pra oração, ou a palavra "Turquia" e sai correndo tropeçando pela casa que nem doida pra ouvir melhor...
- Só quer roupa vermelha (que de preferencia tenha uma lua e uma estrela desenhada nela)
- Tenta falar "Mashallah", "Inshallah", "Elhamdullilah", sem nem saber direito o que significa e como usar
- Tá com mania de tirar foto com pashmina na cabeça e coloca no perfil do Facebook só pra impressionar o askim.(Você queria ele vestido de padre no perfil do Facebook dele? Você vai mesmo se converter e virar muçulmana? Olha que nessa você ilude o seu amor hein...)
- Fica fazendo montagem colocando metade da sua cara de um lado, metade da dele no outro

O segundo presente que ele me enviou (Carta + Foto + Rosa + Boneca de Pano). Essa é a nossa filha Nina :p

Daí a turcolover aqui, CLARO que pegou a boneca, colocou ao lado do monitor do computador, abriu a foto dele e fez o "momento família feliz - oi, eu tenho 5 anos de idade" hiauahiuahua

- De vez em quando se pergunta "Ok, mas não pode ter 4 esposas não né?" (NÃO. Não pode)
- De repente acha que a Turquia é o lugar mais maravilhoso do mundo, a terra prometida (E as vezes, você nem foi lá ainda. E se foi, só lembra de coisa boa - a grama do vizinho é SEMPRE mais verde, né?)
- Se você usa toda sua malemolência latina e fica vendo videos do youtube, querendo a QUALQUER CUSTO remexer na dança do ventre que nem essa fulaninha aqui - que dá até ódio, de tanto que dança bem rs - mas no final acaba dançando consegue no máximo dançar que nem a Sheila Carvalho ou a Carla Perez naquele clipe "Ralando o Tchan" que eu me recuso a colocar aqui o link hahaha.
- Se você fica revirando a internet tentando achar blogs, grupos, pessoas que passem pelas mesmas coisas
- Se a primeira busca no Google que você fez sobre o assunto foi "casamento de brasileira com turco", e não sobre a história da Turquia
- Se você manda e-mail pras donas dos blogs pedindo 'pelamordideus me ajuda!'
- Se você olha o perfil dele de 5 e 5 minutos e fica lá babando nas fotos
- Se você fica tentando traduzir as coisas que lê no perfil dele (especialmente de for mulher postando) e morre de ódio do Google Translator porque não traduz nada direito e você não consegue entender direito, nem por um milagre, o que está escrito ali de verdade
- Se você improvisa no porturclês "Oi askim benim, i love you muito!"
- Se você ficando beijando a tela, abraçando o laptop e olhando pra webcam numa tentativa de estar mais perto
- Se você acha que qualquer hora vai surtar com isso tudo
- Se você falou com UM turco, e já começa a falar "porque OS turcos isso, porque OS turcos aquilo", como praticamente uma especialista, estudiosa reconhecida e renomeada da antropologia e da sociedade turca


MEUS PARABÉNS!
Você pode se considerar uma turcolover. Tudo bem que a muitos dos itens aí, é bem no comecinho de carreira, onde convencionou-se chamar de chamar de "Turcolover nível 1 - iniciante" hiauhaiuahua.
Depois os puxa-saquismos vão mudando de nível.
Puxando o saco: Foto dele e bandeirinha na Turquia, que ele comprou pra ajudar uma Instituição de lá, quando eu tava em Istambul, e que ficou como presentinho pra mim. Fica sempre na minha carteira :)

Mas não tem jeito, vira e mexe você se pega (outra vez) fazendo as mesmas coisas dos itens acima.

Vai vai entra no DNA!
Beijooooooos girls!

18 comentários:

Lau* disse...

Não todas.. mas algumas dessas coisas eu faço mesmo! ahah e sempre acabo achando que sou louca!

bjinhos

Morena Flor disse...

rsrs muito bom o post!
Bom saber que não sou a única. :)
tb fiz a procura no google e ando com a foto do meu askim na carteira... hehehe acho que não sou mais iniciante...rs

Dilara Noor disse...

Jéssica, desse post eu gostei, sabe não vejo você como uma TL como vc descreveu, pelo contrário vejo uma TL consciênte e uma das POUCAS que respeita o islã e não tenta ser uma coisa que não é. Você sabe o que quer pra si e respeita isso em você. Essas coisas irritam, tentar falar dos turcos como se conhecessem todos...opa querida você só conhece o seu turco, e como vc disse ficam usando expressões islamicas sem saber o que estão dizendo, brincam de colocar o véu pra agradar é claro que o cara vai curtir, pq se ele desdenhar vem guerra, e na boa isso é ridiculo, pq tem que saber o que significa o véu pra usar, não é artigo de moda, nem brincadeira e também vejo meninas que falam que são revertidas, mas usam bikini, não oram e continuam tendo a mesma postura de antes, poxa então pra que se reverteu? Foi pra agradar?! Isso acontece demais, querer agradar e acaba passando dos limites. O que vc faz, montagens, fotos é fofo, é dentro do limite, nada ridiculo eu gosto disso em vc Jéssica. Acabei falando demais, mas tem coisas que estão me deixando triste, pessoas tratando a religião de forma preconceituosa sem querer entender. Querendo só tirar da religão o que acham bom, o que convém...a ouro, dote bla bla, não é assim. E outra acham que o cara vai ser fiel, um ótimo marido só pq tem uma religião rigida, ok, vc pode dar sorte,mas não se iluda, pq essas coisas cegam.

P.s: Adorei o comentário, você vai querer ele vestido de padre. Amei. Véu não é brincadeira, não é pra ser moda.

Kátia Malgueiro disse...

Jessinha... eu não me enquadro em todas essas coisas, mas algumas eu faço rs rs... Olha, tem um selinho pra vc lá no meu blog!!!

Beijokas

Telma disse...

Passei 4 anos fazendo isso. Entreguei a uma paixão avassaladora por um turco, careca gordinho e com sorriso de criança... foi uma loucura, ao ponto de eu deixar tudo em minha vida, minha profissão, minhas filhas e o Brasil... Hoje sou muçulmana e terminei essa relacionamento. Eu terminei, não ele. No momento que disse estou indo embora, ele disse com lágrimas nos olhos, essa casa sempre estará te esperando voltar. Um mês depois ele mudou relacionamento no face book, para solteiro. E já clica com uma mulher de recife! kkkk Os turcos! Sedutores e perigosos. tenho parte dessa historia em um blogs...www.paixaoturca.blogspot.com

Telma disse...

Passei 4 anos fazendo isso. Entreguei a uma paixão avassaladora por um turco, careca gordinho e com sorriso de criança... foi uma loucura, ao ponto de eu deixar tudo em minha vida, minha profissão, minhas filhas e o Brasil... Hoje sou muçulmana e terminei essa relacionamento. Eu terminei, não ele. No momento que disse estou indo embora, ele disse com lágrimas nos olhos, essa casa sempre estará te esperando voltar. Um mês depois ele mudou relacionamento no face book, para solteiro. E já clica com uma mulher de recife! kkkk Os turcos! Sedutores e perigosos. tenho parte dessa historia em um blogs...www.paixaoturca.blogspot.com

hayatımda disse...

nossaa, eu fiqueii com medoo agoraa...
euu ja fizz quase tdoo isso =OO talvezz tdoo, só não dancei, pq sou mtoo ruimm nisso xD hahusushaahus

Déa disse...

Ei Jessi,só faltou vc dizer também que a gente fica procurando receitas de Baklava no google,kkkkkkkkk...enfim,turcolovers SIM! bjs minha linda.

Anônimo disse...

Engraçado. Acho que usar biquini é o menor dos pecados das pessoas revertidas ao islã. Ser aproveitador, dever dinheiro as pessoas e mentir não são atitudes de gente revertida. Usar um véu não faz a pessoa melhor. Acho que antes de ocorrer essa suposta reversão as pessoas deveriam se tornar melhores e não colocar uma religião como escudo de proteção.

SENHORITA MI disse...

Ai que Lindo que bom saber que não sou a única louca no mundo hehehe adorei!!!!

Ariane Aléxio disse...

Merhaba!kkkkFaz parte do ítem tentando aprender!!!Mas comigo acabou dando certo!Estou bastante aplicada e já falo com os familiares do meu turco-curdo-bofe sem aprofundar demais que ainda não tô podendo!Mas, não falo generalizando...e sim!Morro de raiva do quanto o povo dança bem!Mas,eu tenho meus talentos e mando muito bem no frevo(sou de Recife!)no forró,no samba!!!Será que não conta?Cada um com sua cultura,né?Tornar-se o outro é que não dá!Mas,estou fazendo aula de dança para agradar...Me envolvo nos problemas políticos e busco mesmo militar.Eu já conhecia as questões delicadas que permeiam esse universo!Também fiz publicidade e não fugimos de cadeiras como política,sociologia, antropologia bla,blá,blá...Essa parte de Tarkan é delicada...Eu amo Tarkan!!!kkkk O que o deixa furioso!Vocês sabem,né?Mas, sou uma palhaça e contorno tudoooo levando na brincadeira.Não brigam dois quando um não quer!E sim, estou muito apaixonada e sou Galatasaray desde 1999 quando eu fui zagueira do meu colégio e aprofundei por "namorar" um Cearense vocalista de uma banda tiração de onda que fez uma música para o Galatasaray e através da qual eu conheci inúmeros Turcos!Fiquei amiga de alguns e terminando com o Cearense fui surpreendida com o pedido de casamento do meu turco-bofe, que era um amigo dedicado...Já se vão meses de "preparativos" e eu ainda me pergunto se isso é real, me belisco...mesmo falando com ele todos os dias!!!

Danielle Melo disse...

PASSADA!!
Eu ri tanto lendo esse post, na mesma hora pensei: gente, essa menina tá falando sobre mim na maioria dos itens! hahaha principalmente na parte de ficar tentando descobrir o que uma amiga turca postou no face dele, o Google Translator só me deixando confusa kkkkk mas sim, adoro essa paixãozinha que ele me trouxe e estou muito feliz. Não sei se algum dia eu e o Cem nos veremos pessoalmente, mas com certeza ele será um amigo especial por toda vida!
adorei o blog!
bjoks

marcia disse...

Fiquei tão surpresa com suas dicas ai em cima, pois todas cabem Direitinho no meu perfil... O nome dele é
barış açış, é meu turco A coisa mais fofa desse Mundo tem 22 Anos é um gato, nos conhecemos pelo Hangouts do google+ ai nos adcionamos no chat no msn... No momento ele está fazendo Universidade, mas todos os dias conversamos, ele vai dormir de madrugada, eu sempre digo tá na hora de dormir ele fala não... eu quero te ver mais um pouco, ele é um amor!! é meio estranho, pois normalmente só vimos as paulistas cariocas, Nunca uma potiguar kkk namorando um estrangeiroo! estou começando é muito bom quero continuar!

beijos a todas!

Anônimo disse...

Oi Jessica, ultimamente ando lendo muito o seu blog, estou adorando!Desde criança sou apaixonada pelo oriente, Egito, Grécia, Turquia, etc..Fiz dança grega e tudo...hoje faço dança do ventre e estudo cultura árabe há 3 anos. Desde de março estou me comunicando com um turco, ele apareceu no meu face, eu adicionei, trocávamos algumas palavras,e logo pediu para me ver pela web...e desde junho nos falamos todos os dias...realmente, são apaixonantes,e lendo esse texto, acabei de me ver nele...é bem assim mesmo...grande abraço.
Belle Gerhard

Anônimo disse...

Sou uma turcolover!!! Nati

Anônimo disse...

Olá Jéssica... adorei suas postagens... acho muito legal isso de vc falar realmente como é a convivência de duas pessoas com culturas diferentes, os dois lados delas... eu tbm estou conversando com um turco , ele é mt gente fina comigo e disse que me ama muito... mas eu sou mt racional, penso que a gente tem que ser madura e entender que as vezes nem sempre o que pensamos é realmente , ou acontece! Vou esperar ver o que vai dar, ele disse que quer vir aqui no Brasil e já me chamou para ir para Turquia viver com ele,mas eu não sei , faço faculdade aqui, sou filha única mulher... são mts coisas para deixar para trás... ainda mais tenho um problema de saúde muito grave e isso me amedronta muito! Mas a verdade é que eu gosto muito dele... é um melegim guzel...rsrsrs que a vontade de Deus seja feita! Bjos Hildemara, RN

Anônimo disse...

Olá Jéssica... adorei suas postagens... acho muito legal isso de vc falar realmente como é a convivência de duas pessoas com culturas diferentes, os dois lados delas... eu tbm estou conversando com um turco , ele é mt gente fina comigo e disse que me ama muito... mas eu sou mt racional, penso que a gente tem que ser madura e entender que as vezes nem sempre o que pensamos é realmente , ou acontece! Vou esperar ver o que vai dar, ele disse que quer vir aqui no Brasil e já me chamou para ir para Turquia viver com ele,mas eu não sei , faço faculdade aqui, sou filha única mulher... são mts coisas para deixar para trás... ainda mais tenho um problema de saúde muito grave e isso me amedronta muito! Mas a verdade é que eu gosto muito dele... é um melegim guzel...rsrsrs que a vontade de Deus seja feita! Bjos Hildemara, RN

Amanda Oliveira disse...

Olá Jessica! faço muita dessas coisas.. mas ainda sou turcolover nivel 1/2! Desesperador!!! Tenho medo de muitas coisas, mas o pior é pensar em não conseguir estar com ele! Não é fácil!!