quarta-feira, 16 de maio de 2012

Falando sobre Limpeza

Já começo dizendo que o post de hoje pode ser um pouco polêmico, mas achei necessário vir aqui falar um pouco das MINHAS EXPERIÊNCIAS sobre esse assunto. Lembrando que as minhas experiências, não devem ser tomadas como verdade absoluta e imutável, mas apenas como uma referência do que eu tenho visto - que pode ser igual ao que você já viu/irá ver, mas também totalmente diferente. Deixando claro também que essas minhas experiências, não são necessariamente, elogios ou críticas mas apenas relatos do que eu vi até o presente momento. Afinal, se vejo algo que pode ser considerado ruim para VOCÊ, não acho que devo mentir e mudar os acontecimentos. 


Quando se pensa num país e numa cultura tão diferente da nossa, começa-se a imaginar de tudo um pouco. Desde as coisas mais banais, como: o mercado de trabalho, a economia, população da cidade... até as coisas mais pessoais e curiosas como: as relações familiares, tradições ou hábitos de limpeza.

Na minha opinião, esse é um assunto muito interessante porque acho que reforça a ideia de que ninguém é melhor do que ninguém. Nenhuma cultura é melhor do que a outra. Ninguém tem hábitos culturais melhores do que os outros. Não se trata de superioridade ou do mais correto. Se trata apenas do diferente. E vamos ser sinceros, certos hábitos são dificílimos de serem aceitos. Observamos certas características nas pessoas, que para muitos de nós, pode ser até chocante, mas para que quem cresceu em determinado país, com determinada vida, em determinada cultura, são absolutamente normais, tornando na verdade quem está de fora o verdadeiro estranho.

Já ouvi de tudo um pouco sobre esse assunto. Pessoas que tiverem impressões muito negativas e outras que tiverem impressões muito positivas, quando o assunto é limpeza.

  • De um MODO GERAL, o que eu tenho a dizer:
Os hábitos de limpeza por aqui, são variáveis de pessoa para pessoa. Por exemplo, o povo brasileiro. Comentamos entre nós, e sempre ouvimos de estrangeiros, que o brasileiro é muito limpo e toma banho toda hora. Especialmente no verão, são vários banhos por dia. Essa é a "regra geral". Então na teoria, todo brasileiro deveria ser muito asseado. Mas sabemos também que nem todo mundo é assim. Experimenta só, entrar num ônibus ou no metrô lotado pela manhã pra ver como vai ser o cheiro da galera rsrsrs. Todo mundo sempre tem uma piada sobre os odores matinais, quando estão indo para o trabalho. Mas ué, o povo brasileiro não toma banho toda hora? Como isso acontece então? Simplesmente acontece porque mesmo debaixo dessa ideia generalizada, as pessoas são diferentes.

Já ouvi falar tanta, mas TANTA besteira por aí sobre esse assunto! Já vieram me falar que turco não escova o dente, que não passa desodorante, que não cheira bem... e eu posso dizer que isso tudo é mentira. É óbvio, que existem turcos que são assim. Mas existem brasileiros assim, ou qualquer cidadão de qualquer nacionalidade. Então, não posso responder pelo asseio de cada uma das pessoas que moram nesse país.

Muito pelo contrário, acho os turcos extremamente limpos. Até porque na teoria, sabemos que a Turquia é um país de maioria muçulmana. E um dos 5 pilares do Islam, é a realização de 5 orações por dia. Para fazer essas orações, o muçulmano deve estar limpo por dentro e por fora, como um sinal de pureza ao se apresentar diante de Deus. Na limpeza física, chamada de ablução, os muçulmanos lavam suas mãos, pés, rosto, ouvidos, nariz, boca... Não se deve nem falar com outra pessoa enquanto a ablução é feita. Mulheres e homens devem também, de um modo geral, manter-se sempre limpos. Isso inclui as partes íntimas, onde devem manter os pêlos dessas regiões - genitália, axilas... - aparados. Pode ser até curioso para gente, que vemos os homens com os os pelos das axilas geralmente longos, ver os turcos - e os muçulmanos de uma maneira geral - com os pêlos das axilas beeeem curtinhos.

A partir dessas informações podemos concluir que os turcos são pessoas extremamente limpas. É claro que isso não vai ser aplicado a todos, mas na teoria é assim que deveria acontecer.
  • Quais as minhas impressões PESSOAIS sobre esse assunto:
Começando pelo fato de que meu namorado chega a ser CHATO de tão limpo, já comecei tendo as melhores ideias. Ele é muçulmano praticante, então faz as 5 orações diárias e por consequência, as abluções. Ele tem também mania de limpeza, mas isso é coisa pessoal dele. Ele não gosta de sentar na rua, por exemplo. Se estivermos na rua, cansados, e quisermos sentar e não houver cadeiras, eu provavelmente iria sentar no degraus de alguma escada ou paralelepípedo, sem problema nenhum. Ele, por exemplo não gosta disso. Ele tem também mania de limpar as mãos ASSIM que chega em casa, pra evitar doencinhas bobas tipo gripe, conjuntivite e coisa do gênero.

Sobre os meus amigos e vizinhos, lá vão algumas das coisas que eu venho vivendo:
- Acho que todo mundo já sabe que na Turquia, as pessoas não entram com o mesmo sapato que usaram na rua, dentro de casa. Todo mundo tira os sapatos na porta, ou logo na entrada, e usa os chinelinhos que toda casa tem - e aos montes para as visitas

- Algumas casas, como na minha por exemplo, tem um par de chinelos dentro de cada banheiro da casa. Esses chinelos também não saem de dentro dos respectivos banheiros, porque são somente para serem usados ali. Eu confesso que eu não uso, nem a Yaren - que mora comigo - usa. Mas eles estão lá, para se por exemplo, o chão ficar úmido e a gente não usar nossos chinelos molhados pela casa.

- No meu apartamento, e nas vizinhas aqui do meu prédio, tem uma varandinha pra fora de casa e adivinha só: tem um chinelo só pra essa varandinha, que não entra dentro de casa também. Quer dizer, pode até entrar, mas se eles forem devidamente lavados depois.

- A gente sempre ouve falar de como as mulheres turcas são ótimas donas de casa, sempre fazendo muitos pratos deliciosos e sendo muito dedicadas com a limpeza da casa. E é bem por aí mesmo. Quando a mulher não trabalha, em geral, ela está sempre limpando e cozinhando não só o básico - café, almoço e janta - mas também doces, biscoitos, bolos... 

- Para lavar a louça, quase toda casa por aqui tem máquina de lavar. No Brasil, quase toda casa tem microondas, mas não são a maioria que tem lava-louças. Já por aqui quase todo munda usa lava-louças. Eu não tenho, aceito doações rs :"(

- Essa não sei se é na maioria das casas, mas aqui em casa e nas vizinhas aqui do meu prédio, para limpar o chão, elas usam muito pouco a vassoura... mas usam sempre o aspirador de pó. Acho que é porque aqui a energia elétrica é menos cara do que no Brasil, daí não tem problema usar todo dia. Mas na minha casa no Brasil, minha vó pedia pra eu evitar de usar tanto o aspirador por causa da conta. Daí era vassoura mesmo.

- Esse tópico é muito curioso pra mim. No Brasil, a gente evita de colocar a faca no requeijão e em seguida na manteiga, por exemplo. Em geral, mantemos uma colher/faca/garfo para cada uma das coisas da mesa. A colher que vai no feijão, não vai no arroz. E em especial, você NUNCA vai colocar a colher no prato que está com a comida pra todo mundo, colocar na sua boca e depois colocar de novo no prato principal. Mas aqui o negócio acontece um pouco diferente. Se tiver na mesa do café-da-manhã: Queijo branco, queijo kasar, geleia, mel, tomates... voce vai ver muita gente colocando seu talher em cada uma dessas coisas, levando a boca, e depois colocando de novo em outra coisa.

- Eles também consideram o jornal algo limpo. Eles podem colocar inclusive comida em cima do jornal. E quando eu digo em cima, é em cima mesmo como por exemplo pão, diretamente em cima do jornal. Quase infartei quando eu vi... não falei nada, mas peguei meu pãozinho e coloquei na toalha.

- Muitos dos vendedores de rua usam a mesma mão que pegam o seu dinheiro na comida que vão te vender. Isso é muito comum nas várias barraquinhas de Simit - pãozinho em forma de rosca, com gergelim em cima - que tem por aqui.
Barraca de Simit
- Essa foi ontem, e eu confesso que me choquei. Vi um senhor vendendo alguma coisa que eu esqueci rs, com as notas de dinheiro na boca. Ele foi passar a mercadoria pro cliente, e suas mãos ficariam ocupadas. O que ele fez? Pegou nas notas e colocou-as na boca. 

- Eles fazem muitas coisas sentados no chão como comer e cozinhar, o que eu acho super aconchegante. Quando eu vou fazer biscoitos com a minha vizinha, ela forra uma toalha no chão, colocamos os ingredientes sobre a toalha, sentamos e enquanto conversamos e rimos, fazemos os biscoitos de uma maneira muito mais confortável. Então por essas e outras o chão deve estar sempre super limpo.

- As casas são repletas de tapetes e esses tapetes também são mantidos bem limpinhos.

- Aqui eles tem o hábito de usar lencinhos umedecidos, daqueles de bebê mesmo. Eu nunca tinha visto em embalagem pequena, mas existem pacotinhos de 10/15 unidades para as pessoas carregarem na bolsa e manterem as mãos sempre limpas. As casas em geral tem aquele pacotão, mas nos restaurantes e até barraquinhas de comida nas ruas, como no Peixe Histórico de Eminönü, eles dão um lencinho pra você limpar a mão. Em muitas casas e restaurantes, eles também te oferecem uma colônia com cheirinho de limão pra você usar nas mãos. 

- Não posso afirmar se é com a maioria também, mas minha amiga foi comigo na feira e eles ofereceram morango pra ela provar e ela comeu na boa, sem lavar. Chegando em casa a gente lavou os morangos direitinho, mas foi uma surpresa pra mim ela experimentar o morango na feira.

- As vassouras tem seus cabos removíveis, e confesso que acho muito difícil ter que ficar mudando o cabo do rodo pra vassoura e depois da vassoura pra um outro objeto de limpeza - que eu esqueci o nome tb rs - que eles usam por aqui quando precisam passar água no chão.

E devem haver muitos outros exemplos que eu posso ter me esquecido agora.
Mas em resumo, o que eu posso dizer...

Quando te disserem: "Os turcos são isso ou são aquilo", desconfie. Ninguém é modelo de nada. Desconfiem inclusive de mim. Eu tento escrever da maneira menos generalizante possível, mas sei que também as vezes posso escorregar nas coisas que digo. Então pra começo de conversa, não dá pra colocar todo mundo no mesmo saco. Mas é claro que é inegável notar certos hábitos comuns a muitos.

A MINHA opinião sobre o que observei do meu namorado, amigos, vizinhos e tal... é que apesar de hábitos que as vezes podem ser muito chocantes para nós, considero todos eles pessoas muito limpas. Também não posso responder por cada individuo ou determinado grupo de pessoas, mas em geral, se alguém te disser que os turcos são sujos ou algo parecido, descarte essa possibilidade, porque provavelmente essa pessoa teve um experiência ruim... você vai se surpreender em como eles podem ser cuidados e extremamente preocupados com a limpeza pessoal, da sua família e da casa.

Espero que o post tenha sido útil de alguma forma.
Beijão a todos e estou esperando os comentários, pra ver quais as experiências de vocês sobre esse assunto :)

9 comentários:

amo pintar disse...

voce me tirou uma grande duvida eu ja estava com medo do meu turco ter fedor de inaca kkkk obrigado linda

Tazz ♥ Marsha disse...

Jessiquinha nas duas vezes que estive na Turquia não fique mais de 15 dias em cada uma delas, mas eu pude perceber um pouco de tudo isso que vc falou!! :) Algo que achei diferente nos primeiros momentos foi eles colocarem o pão em cima da mesa, pq pelo menos na minha casa não costumamos fazer isso!! Outros dois pontos que eu achei o máximo são os lencinhos umedecidos que eles dão para gente em todo lugar e o fato deles não entrarem em casa usando os calçados que estavam andando pelas ruas, isso ajuda (E MUITO) a manter a casa limpinha, neh? Pq o q a gente traz de sujeira da rua para dentro de casa não é brincadeira!! No geral é mais ou menos como vc disse, não dá para tirar toda população da Turquia por um turco ou um grupo de turcos ;) One more great post, baby! Beijosss!

Camila :)

Joice disse...

E tem tb o sabonete liquido q aqui ñ usamos muito mas na Turquia é o mais usado, quando meu namorado veio no Brasil ele ñ quiz usar o sabonete em barra disse q ñ era higiênico affff 2 mundos diferentes as vezes é irritante :-)
Beijos amo seu blog!
Joice

Andréa disse...

Oi Jessica,adorei o post de hj.Cansei de ler as pessoas falarem mal sobre a higienização turca.Mas vi exatamente isso tudo que vc comentou.O meu marido e família dele são super limpos e preocupados com higiene.Um forte abraço.

Na Porteira Cast disse...

Tudo bem, Jessica?
Meu nome é Randal Bergamasco, sou do podcast NA PORTEIRA CAST e queremos começar um novo quadro em nosso site. Só que para isso precisamos da participação dos brasileiros que estão no exterior. É simples: queremos mostrar vários países na ótica de um brasileiro. Mas para isso, a gente queria exibir vídeos feitos pela própria pessoa (afinal, a gente não pode estar aí!), que falaria algo sobre o local. Sabe, falar sobre a cidade, o povo, a comida, os pontos turísticos... A gente quer fazer um vídeo de, no máximo, 20 minutos. Eu sou editor de vídeo, seu trabalho seria apenas captar as imagens e eu iria editá-los. Tenho o servidor do meu site para que possa enviá-los. Nosso site é o www.naporteiracast.com.br. Ouça lá e confira. Obrigado!

Love and other drugs disse...

Oii, Jéssica queria falar com vc,já lhe envie alguns e-mails,gostaria que visse..Obg!

Ela in Love disse...

Gostei Jessss!!! =D

Katita disse...

vou mudar pra İstanbul, pq aqui muuuuita coisa acontece diferente :-(
Nem de longe é essa limpeza toda maninha!!! :-(

bjooos

Thais disse...

Meu Deus, eu cometi inúmeras gafes... Ao visitar a minha anne pela primeira vez, quando fui a varandinha ela me deu chinelos, claro, como de costume, e eu usei o mesmo chinelo várias vezes por dentro de casa me sentindo "Like a boss" e me achando a habituada kkkkkkkkk Tenho uma visão muito parecida com a sua Jéssica, apesar de ter ido a Istambul pela primeira vez pra conhecer o namorado virtual e a família, a questão da limpeza me chamou bastante atenção, principalmente pelos comentários que já li de outras pessoas apontarem para o lado oposto. Bj - minha primeira participação no blog :)