sábado, 2 de abril de 2011

Primeiro Encontro

Depois de umas 20 horas fora de casa, somente em função dessa viagem (das quais 13 horas foram dentro do avião da Turkish Airlines), finalmente eu cheguei no aeroporto Ataturk.

A viagem tinha sido muito cansativa. Como o vôo foi durante a madrugada, aquelas seriam as horas que eu tinha pra descansar e dormir bem. Mas quando se está sentando numa poltrona que você não tem muito espaço pra esticar as pernas, se mover ou se esticar para poder descansar, fica difícil descansar bem. E apesar de todos os filmes, músicas e séries para assistir, é difícil ter uma viagem longa que seja muito agradável, se você está na classe econômica.

Senti todo aquele nervosismo do primeiro vôo sozinha e de tamanha importância pra minha vida. Especialmente quando estava descendo do mini ônibus em Guarulhos, entrando no avião que iria me levar em direção ao meu amor. Ver aquela bandeira vermelha com uma estrela e uma lua me fez tremer de cima a baixo.
Vi algumas mulheres usando o véu e pessoas falando em turco me fez ficar em estado de êxtase. Já me senti com os pés lá.

A cada passo que dava, tentava me comunicar com minha família e com o Emre, pra que todos ficassem calmos. Eu mesma estava bem calma e sem medo. Meu sentimento maior era somente a impaciência pra finalmente chegar e vê-lo logo. Tinha esperado tanto tempo e tinha tantas saudades, que eu já nem queria ter que esperar pelo tempo do vôo.

Jurei que fossem abrir minhas malas, implicar comigo, me fazer mil perguntas e quem sabe, até barrar minha entrada no país. Mas pra minha grande surpresa, não passei por nada disso. Pelo contrário, foi tudo tão rápido e simples, que eu achei até que eu estava fazendo alguma coisa errada. O que demorou mesmo, foram  pessoas TARTARUGAS que demoram quase 1 hora pra sair do avião. O avião chegou 20 minutos adiantado, eu eu só coloquei meus pés dentro do aeroporto depois de 40 minutos. Queria sair socando todo mundo e tirando do meu caminho hahaha. Bando de gente lerda, esse povo do avião.

Acompanhando o mapa do vôo, o tempo todo. Doida pra estar em cima do "Istanbul" logo.

Assentos da classe dos pobres que nem eu hahah

Travesseirinho da THY - Turk Hava Yollari
Vim ouvindo Tarkan, e repetia "Isim Olmaz" o tempo todo, porque me lembra dele.

Claro que assisti The Big Bang Theory

Café da manhã - gostei muito!

Quase chegando na Turquia


Por último, fui pra esteira de bagagens esperar minhas malas, que também demoraram. Mas assim que as peguei, estavam tão pesadas que não sei como não excedi o limite de peso, fui literalmente correndo para o banheiro me maquiar, ÓBVIO! Eu estava cheia de olheiras, cansadas, descabelada... eu não estava nem um pouquinho com boa aparência, e nem que me matassem eu ia sair de lá assim. hahaha
Penteei os cabelos, coloquei mais perfume, já que devia ter saido todo o cheiro durante a viagem, escovei meus dentes mais uma vez e fiz uma maquiagem bonita. (Ps: eu fiz a festa no FreeShop e comprei tudo o que eu sempre quis da MAC. Não tudo, porque tinha que ter dinheiro, mas todas as coisas básicas. Saí de lá toda feliz.)

No banheiro uma menina que veio no vôo comigo, me perguntou porque eu estava fazendo toda aquela produção. Ela chutou bem certo: "Vai encontrar com alguém especial né?". Eu comecei a rir, e disse pra ela que ia ver pela primeira vez o meu namorado, depois de 1 ano de namoro virtual. Ela achou a história coisa de gente maluca, mas riu e achou muito legal. Me desejou boa sorte e disse "Isso aí, arrasa amiga!".

Agradeci, peguei minhas malas, e sai (de novo) correndo que nem uma maluca, afinal, ele deveria estar me esperando há muito tempo. E também, eu mal podia esperar pra ver pela primeira vez o rostinho dele.
Quando achei minha saída, parei por uns 5 segundos, respirei bem fundo e tomei coragem. Tive medo de que  nos perdêssemos no aeroporto ou de que ele não me achasse tão bonita. Um bilhão de coisas se passaram na minha cabeça. Dei os primeiros passos, olhei de maneira rápida e tímida para a direita e não o tinha visto, então automaticamente virei para esquerda e fui andando confiantemente sem parar. Olhei outra vez para a direita e lá estava ele... O meu mundo parou naquele momento. Ele veio rápido na minha direção, sorrindo, com a expressão mais carinhosa e amorosa do mundo. Sorri e fiz cara de surpresa porque acho que o meu cérebro não tinha entendido muito bem o que estava acontecendo. Parecia sonho, mas pela primeira vez era real, e eu o tinha perto de mim.

Eu disse: Hiii! Oh, it's yooou...
Ele disse: Oohh, hi askiiiiiiiiiim.

E me abraçou forte. Aquele homem gigante me abraçou e nada mais me importava. Eu ainda estava com cada mão segurando uma mala diferente, e ele abraçando os meus ombros. Ele me soltou e colocamos as malas de lado. Ele sorria tanto e me olhava como se eu fosse a mulher mais linda do mundo. Colocou as mãos no meu rosto, e então eu percebi que ele estava tremendo. Awwwwwn, que coisa mais fofa, eu estava me derretendo a cada segundo mais e mais. Então ele beijou a minha testa. Me abraçava, me olhava, me abraçava de novo, me olhava mais um pouco... Até que ele me beijou. Algo que eu esperei tanto, imaginei e sonhei tanto tinha acabado de acontecer comigo. Os lábios dele são inexplicáveis. A sensação de tê-lo tão perto de mim, tocando o meu rosto e me beijando me fez sentir como se estivesse voando ou vivendo a história de amor mais linda do mundo. Mais linda do que a minha própria imaginação poderia imaginar.

Ele me disse que eu parecia diferente da câmera, e que minha foz parecia ser outra. E o engraçado é que eu tive exatamente a mesma sensação. Tinha algo nele e na voz dele que pareciam muito diferentes para mim. E outra coisa, eu sabia que ele era bem alto, eu só não sabia que era tanto assim, fiquei chocada, juro. Mas amei! hahaha

Ele pegou minhas malas mais pesadas e fomos andando pra sair do aeroporto. Éramos só risos e olhares amorosos um para o outro. Do lado de fora, peguei a câmera e bati a primeira foto dele, olha que coisa mais linda:


Mas esse garoto mata uma, não mata? Tem cara mais fofa e mais linda do que a dele? Pra mim não tem.
Tivemos que ficar esperando um ônibus dentro do aeroporto que iria passar perto da casa onde eu ia ficar. Estávamos esperando um pouco, e só sabíamos nos abraçar, nos olhar e sorrir. Pedimos pro moço do ônibus tirar nossa foto. Sem montagem, sem colagem, essa ia ser a nossa primeira foto (de muitas) juntos:

Transbordando de felicidade
O ônibus chegou, ele comprou as passagens para nós dois, ele colocou minha malas no bagageiro e entramos rumo ao um mês mais feliz de toda a nossa vida, até agora. Askim, te amo! Muito muito muito. Nunca mais vou esquecer esse dia, afinal um dia tão lindo e tão mágico quanto esse muitas pessoas passam a vida inteira tentando viver, e muitas as vezes não conseguem. Mas Deus nos abençoou e pudemos ter chance de viver esse sonho maravilhoso.

Indo pra casa <3

10 comentários:

relvis presley disse...

arraseaux na make e ele no vizuuuu
ce eh limda demais, d vdd. e ele tb eh um tchutchuco :)

Jessica disse...

lindo mesmo vai ser Niko Turk com esse olhão verde lindo que você tem, e vai namorar com a Nisa Korkoca, minha filha rs.

Fica até bonitinho: Niko & Nisa :P

Anônimo disse...

Olá!

Jessica, entrei no seu blog, pois vi um comentário seu no blog da Gisele, onde fala de casamento de brasileira com turco.

Nossa! Sua história é maravilhosa!
Adorei sua narrativa sobre o encontro de vocês no aeroporto, lindo demais!

Me identifiquei com sua história, devido a ter um namorado turco, o qual vou conhecê-lo pessoalmente em Istanbul no dia 02 de agosto de 2011(já comprei as passagens ida e volta pela Turkish- saindo de SP dia 01/08, chegando em Istanbul dia 02/08), meu gato disse que vai me buscar no aeroporto e lendo sobre o seu encontro me imaginei na mesma situação! Deve dar um frio na barriga antes de encontrar uma pessoa a qual se anseia tanto por conhecer.
Achei sua história incrível e mesmo sem conhecê-la, penso que você deve ser uma pessoa maravilhosa que merece ser muito feliz e será com certeza.

Estarei torcendo para que dê certo para você.

Quanto a mim, irei conhecer este turco que conheci pela internet também, mas não penso em me casar com um turco. Eu acho que eu não conseguiria me adaptar aos costumes turcos, a pesar de que ainda não conheço o país, mas tenho lido bastante a respeito do país.

Mas mesmo assim desejo ardentemente conhecer este homem e não consigo, então tomei a decisão de viajar até Istanbul, para conhecê-lo.

Espero que o meu encontro com ele seja tão bonito quanto foi o seu.


Um abraço e te desejo muitas felicidades!

Carol

Jessica disse...

Carolzinha,

te digo uma coisa. Você vai amaaaaaaaaaar Istambul tá? Depois vai vir aqui falando que lá é lindo, que quer morar lá, que o país é melhor do que você imagina, que não fazia ideia do adianto de vida.
Aí eu vou dizer assim 'ahaaaaaaa, mas eu sabia!' rs

Mas é sério, você vai se supreender e espero que o seu primeiro encontro seja mesmo mágico. Só uma dica, aproveite o máximo que puder o primeiro olhar, as primeiras palavras, o primeiro abraço. Essa sensação NÃO volta atrás.
Eu tava tão zureta de cansada, que nem aprveitei o quanto deveria. rs

Beijos e muito obrigada pelo comentário fogo :)

Jessica disse...

*FOFO! rs

Anônimo disse...

Olá!

Jessica, obrigada por responder ao meu comentário.

Vi suas últimas fotos com o seu gato turco e vocês formam mesmo um casal lindo.

Estou preparando minha viagem e super ansiosa...rsrsrs...


Espero que tudo dê certo para você e que você se case com este turco, pois percebe-se que ele gosta muito de você.

Um abraço!

Carol

Faelli_Ackles disse...

Ola!! Fiquei emocionada com sua historia:) parabens!!
Estou passando por uma situação parecida, depois de 5 meses conversando pelo face ele me pediu em namoro, temos um mes de namoro.Não se sei vou conseguir aguentar por uma ano ate ele vir ao brasil..Nos falamos pouco e marcamos de nos falar uma vez por semana pelo skype..
Enfim, gostaria de pedir ajuda. Estou muito confusa e triste, mas amo muito ele. Ele é de Istanbul.
Voce pode me ajudar? me da umas dicas. Meu facebook é :Flavia Faelli
Obrigada =))

Daniele Aquino disse...

Oi Jéssica!
Acredita que só agora li esse post! Nossa menina, que coisa maravilhosa, hein... até me emocionei imaginando como vai ser o nosso primeiro encontro... só não vou por maquaigem escura nos olhos pq sei que vou chorar! hehe...
Mas me diga uma coisa... como foi pra vc nesse primeiro momento? Você não ficou tímida? haha Beijosss

Aninha L. disse...

Oi!
Me emocionei demais com a sua história! Conheci meu namorado pela internet há 3 anos e ontem completamos 1 mês de namoro. Estou confiante de que tudo dará certo, porque eu o amo demais.
Muitas felicidades para vocês! Tudo de bom e que você consiga realizar todos os seus sonhos!
Beijos,
Ana Luiza
coisasafiins.blogspot.com

Paty Rodrigues disse...

Olá, achei seu blog mediante uma pesquisa que fiz no Google sobre a Turquia. Obs: conheci um Turco aqui no Brasil pela net e queria saber mais sobre a cultura dele.
Tinha que postar e elogiar como vc escreve bem e passa fielmente as suas emoções. Arrepiei ao ler seu post sobre o 1º encontro. E vc tá certa, foi abençoada. Tem pessoas que nunca vivenciaram ou vão passar por um amor tão bonito quanto este.
Espero que eu tenha a mesma sorte.
Só fico um pouco receiosa com respeito a minha tonalidade de pele. Sou mulata e temo a reação da famíla turca, embora ele tenha me achado linda (e é isso que importa).
Parabéns pelo seu amor e pelo blog.